Bubalinocultura, o que é?

Bubalinocultura. Talvez você já tenha ouvido esta palavra, mas sabe seu significado, e importância na produção de leite e carne?

Bubalinocultura é uma atividade pecuária dada á criação de animais da espécie bubalina, os búfalos.  Os bubalinos são parecidos com bovinos, porém, são animais de pelagem que varia do marrom ao preto, sendo o preto mais comum. Eles também possuem chifres, e são corpulentos. Apesar da aparência rústica, são animais dóceis, gostam de alagados, e são ruminantes e herbívoros.

Historicamente os búfalos foram domesticados em 3000 anos  a.C., na Mesopotâmia. Depois sua criação se espalhou mundo a fora, Ásia, África, Europa, e chegou no Brasil  nos anos 70. A primeira criação de búfalos no Brasil foi na Ilha do Marajó no Pará. Hoje em dia a bubalinocultura é desenvolvida em praticamente todo o território brasileiro.

A búfalas fornecem um leite nutritivo e quando comparado ao leite bovino, o leite de búfala é mais  adocicado e de cor branco. É  uma excelente opção para a fabricação de queijo porque tem quantidades de gordura, proteína e sólidos totais maiores que o leite de vaca, apesar de ser mais calórico tem menos colesterol.

A carne de bubalinos é magra em comparação á carne bovina, seus cortes possui baixas quantidades de colesterol e gordura, sendo uma carne mais light. Leite e carne de búfalos são uma ótima opção para quem está com restrição de energia, em processo de reeducação alimentar.

 

Queijos de leite de búfalas

Alimentação saudável e bem estar podem ser promovidos pela criação de búfalos. além do leite, os queijos estão sendo produzidos nos mais variados tipos. Tem disponível no mercado brasileiro queijos de búfala para consumo. São os tipos:

Queijo Mozzarella, nos formatos  bola, barra ou manta, com  sabor e textura similares à verdadeira mozzarella italiana.

Bocconcini Alla Pannam, exclusividade da Tapuio e único queijo do tipo encontrado no Brasil,  de textura extremamente cremosa e perfeito para saladas, pratos doces, salgados.

Queijo Minas Frescal, macio com sabor único e  baixo teor de gordura, têm a versão temperada (tropical).

Burrata, um queijo  firme por fora e cremoso por dentro, este tipo de queijo é recheado com creme de leite fresco de búfala e envolvido em manta de mozzarella.

Ricota, queijo de textura cremosa e baixo nível calórico, sempre presente no acompanhamento de lanches e saladas.

Coalho, queijo tipicamente regional do nordeste, consumido cru ou assado.

Provolone fresco, queijo singular. Além de macio é levemente picante uma combinação perfeita com vinho e antepastos. pode ser encontrado nas versões bolinha, palito e cilindro.

 

Qualidade nutricional da carne de búfalos

Existe demanda crescente pelo consumo de carnes menos gordurosas, com baixos teores de colesterol e alto valor proteico. Diante esta realidade  o consumo de carne de búfalo está em alta. A carne de búfalo é vendida resfriada ou congelada. Encontramos também produtos industrializados como hambúrgueres, salsichas feitas com carne de búfalo.

Sabor e textura da carne de búfalo é parecido com a carne bovina. Os cortes da carne de búfalos são os mesmos da carne bovina. A gordura entremeada na carne, marmoreio, é branca, com maior concentração nas porções das costelas e barriga.  O preço de venda é competitivo e valorizado no mercado. Os consumidores da carne de búfalo dão preferência para o seu valor nutricional, apesar de ser pouca a diferença em se comparado a carne bovina.

A aceitabilidade da carne de búfalo acontece porque ela tem  aspecto e gosto semelhante ao da carne bovina. Tem baixo teor de gordura e colesterol. É altamente proteica, e rica em minerais. Carne de búfala é atraente tanto em seu aspecto nutricional quanto aparência mais pigmentada. Por ter menos água este tipo de carne é mais resistente á efeitos de degradação. Quando armazenada em condições adequadas sua aparência de fresca dura mais tempo que a carne bovina.

A criação de bubalinos, além de ofertar leite e carne, também oferta serviço. O animal pode ser utilizado para tração e transporte. Esta atividade de serviço é ainda utilizada em alguns países. Outro aspecto interessante, que a rusticidade do búfalo e sua capacidade de digerir vegetais que os bovinos tem dificuldade. Assim seu rendimento em carne e leite são aumentados a custo mais baixo com alimentação.

Perspectivas quanto a criação de búfalos

A bubalinocultura é uma opção interessante e rentável para o pecuarista de qualquer região do território brasileiro. Tem preço diferenciado no mercado. produção a baixo custo. Mercado consumidor crescente e que paga bem por qualidade. Criação sustentável e mais fácil de conduzir no formato orgânico. Os animais podem ser criados tanto por pequenos produtores, agricultura familiar até grandes empreendimentos rurais.

Fica como desafio a divulgação dos seus produtos, agroindústrias específicas para o processamento de produtos com leite e carne de búfalos. Incentivos e legislação que adeque a realidade da criação.  Melhoramento genético do rebanho. Manejo adequado e mão-de-obra qualificada.

 

 

 

2 thoughts on “Bubalinocultura, o que é?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *