Domesticação milenar do bicho-da-seda

O “Bicho-da-seda´´ é uma lagarta, a Bombyx mori. Este inseto é criado há mais de cinco mil anos. A criação do bicho-da-seda teve início com os chineses. Este animalzinho é muito importante para o agronegócio e para a produção do tecido Seda.

A mariposa, bicho-da-seda, pertence á Ordem Leptidoptera, com tamanho médio, de cor branca, e suaalimentação é basicamente folhas da amoreira.

Pesar de representar apenas 1% de toda a matéria prima utilizada na indústria têxtil no Brasil; a Seda, tem um valor considerável no mercado de tecidos. Atualmente a China continua na liderança da produção de seda.

Como é a criação do bicho-da-seda

Os fios de seda produzidos, são ecológicos e não utilizam fertilizantes ou inseticidas em seu sistema de produção. A produção da seda começa com a criação dos insetos.  Para iniciar a criação é necessário adquirir mariposas, para colocarem os ovos (elas vivem de 10 a 16 dias, e neste tempo de vida botam de 300 a 400 ovos).

Após a postura dos ovos, geralmente entre 25 e 30 dias surge as larvas (lagartas). Na fase de larvas (que dura em media 31 dias) o bicho-da-seda é alimentado com folhas de amoreira. Por volta dos 60 dias formam os casulos onde permanecem lá dentro por até 20 dias. Depois saem do casulo já em sua fase adulta. Então as mariposas se reproduzem por cerca de cinco dias ondem botam ovos, fechando assim o ciclo da criação do bicho-da-seda.  de 10 a 16 dias elas formam casulos de seda.

Então entre uma geração e outra, temos uma criação do bicho-da-seda que dura 86 dias.

Além da seda, o bicho-da-seda pode ser utilizado como alimento ou na fabricação de medicamentos. Sendo assim, a sericicultura é um negócio de valor, e reconhecido em todo o mundo devido sua peculiaridade histórica e fabricação tímida de fios para a fabricação de seda no mercado têxtil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *